quarta-feira, 29 de maio de 2013

Para Todos Os Amores Errados


Conheci Clarissa Corrêa como muita gente: pela internet. Trechos de seus textos é o que não faltam nas redes sociais como Twitter, Facebook, Tumblr, entre outros... Assim como Tati Bernardi e tantos outros escritores contemporâneos, Clarissa fala sobre amor de uma forma sincera, honesta e sem medir palavras. Como muitos de vocês devem saber, gosto muito de crônicas (tanto para ler, quanto para escrever), e esse foi um dos motivos pelos quais eu procurei saber mais sobre a autora que posta alguns de seus textos em um blog.


Recebi o livro "Para Todos Os Amores Errados" (176 páginas, editora Gutenberg) através de uma troca pelo Skoob e me imediatamente me vi presa pela sutileza das palavras de Clarissa. Escrever crônicas, falar de amor e sobre sentimentos, muita gente faz, mas são poucos (ou não!) que conseguem me emocionar. E Clarissa conseguiu. E, mais do que me emocionar, me paralisou. E ao relembrar suas crônicas, um nó me volta a garganta por saber que ela conseguiu descrever sentimentos que estavam escondidos e enterrados no mais profundo do meu coração, e, além disso: os colocar em um livro. 


Um livro que foi escrito com sentimento, com paixão, com verdade. Capaz de tocar até o mais duro coração. Afinal, quem nunca viveu um "amor errado"?
Me peguei, em determinados momentos, me obrigando a parar a leitura e perguntar como a autora teria conseguido descrever a minha vida toda em seu livro. Clarissa despertou em mim diversos sentimentos, desde amor, até a raiva, a dor... E eu, sinceramente, ainda não defini todos os efeitos causados em mim durante e após a leitura do livro.


A diagramação do livro, além de linda, é impecável. E esses desenhos juntos aos títulos das crônicas deram um charme todo especial. Mas nada, NADA, como a doçura, leveza e sinceridade trazidas nas crônicas.
Simplesmente apaixonada por esse livro.
Sem mais.

Ps.: Se vocês tiverem a oportunidade de ler o livro, ou se estiverem passando em uma livraria e o virem, não deixem de ler a crônica Não Adianta Mais Tentar (página 34). É uma das minhas preferidas.
Clarissa, se um dia você vier a ler essa resenha, saiba que ainda não defini se te amo ou se te odeio por ter escrito esse livro. Da próxima vez, peço que me avise quando escrever sobre mim em seu livro - risos. 

6 comentários:

  1. A capa é uma graça! E a Clarissa escreve muito bem! aaaaaaaaaaaah, eu quero esse livro urgente <3

    http://des-conversando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu li é amei *-*
    O livro e muito lindo. Foi muito melhor do que imaginei que fosse.
    Beijos...
    detudoumpoucodany.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Gabi!
    Gostei muito da sua avaliação. O livro parece-me ser maravilhoso, mesmo eu não sendo tão fã assim de crônicas. Não podemos negar que Clarissa tem um dom maravilhoso para a escrita, não é mesmo? Estou ansioso para lê-lo.

    Um beijo, http://umleitoramais.blogspot.com.br/.

    ResponderExcluir
  4. óOh Baby... ooOh, Baby..♫♫♪

    Que livro lindooooooooo, em que mundo estava que não o vi, tá vi uma vez em algum blog, mas não parei para ler, como fiz aqui, não sabia que era nacional oO" ai meu pai essa estória de ficar sem Facebook está me fazendo um E.T!!
    Amei o que escreveu a respeito do livro e com certeza irei ler!
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Felicidades nos Livros
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  5. Que livro DIVOOOOO!
    Achei a capa, contra capa e diagramação (o pouco que deu pra ver) lindíssimos!
    Não conheço a Clarissa Corrêa, mas com a capa desse livro eu super me interesso em ler, viu?!

    Ahhh, tem selinho pra vc no blog: http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/2013/06/selinho-viajando-na-leitura.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Gabriela, ótima resenha!
    Que livro lindo, que capa fofa, tô apaixonada rs
    Beijos!
    Monomaníacas por Livros

    ResponderExcluir

O que achou da postagem? Dê a sua opinião.